Notícias

Programa de Manutenção de Pontes e Viadutos recebe R$ 100 milhões em investimentos

A cultura de inspeções rotineiras e manutenções preventivas gera menos gastos ao poder público e traz mais segurança para a população

De Secretaria Especial de Comunicação

A Secretaria de Infraestrutura Urbana e Obras (SIURB) realizou nesta quinta-feira (7), na sede do Instituto de Engenharia, o evento “Programa de Manutenção de Pontes e Viadutos – Ações e Desafios”. Durante o encontro, o secretário Marcos Monteiro (Infraestrutura Urbana e Obras) apresentou as intervenções já executadas dentro do Programa e o planejamento da Secretaria para os próximos anos. O Programa, que é gerenciado pela SPObras, já recebeu mais de R$ 100 milhões em investimentos e, para o próximo ano, estão previstos mais R$ 45 milhões.

Fortalecer a cultura de manutenção de pontes, viadutos, túneis e passarelas é uma das principais diretrizes da SIURB. Os esforços da Secretaria e da SPObras vão ao encontro da meta 37 do Programa de Metas 2021-2024 da Prefeitura. A meta prevê a execução de 160 intervenções nas pontes, viadutos e túneis da cidade. As manutenções e ações preventivas ajudam a manter a integridade das estruturas, aumentam sua vida útil, e garantem a segurança e conforto de motoristas e pedestres.

As Obras de Arte Especiais-OAE (como são chamadas na engenharia as pontes, viadutos, túneis e passarelas) são estruturas viárias fundamentais para o trânsito de uma metrópole como São Paulo. Hoje, estão cadastradas na Secretaria, 520 OAEs que correspondem a 666 unidades estruturais (cada OAE pode ser formada por mais de uma estrutura, como é o caso da Ponte Estaiada). Desde o início do Programa, a SIURB e a SPObras realizaram 1.191 vistorias visuais, 128 vistorias especiais, 19 obras emergenciais de recuperação estrutural, além de outras 16intervenções para a troca das juntas de dilatação ou realização de reforço nas estruturas. 

Inspeções

No primeiro semestre de 2021 foram realizadas inspeções visuais em 106 locais, incluindo dois túneis (Ayrton Senna e Maria Maluf). Entre outubro e novembro estão programadas as vistoriais visuais de outros cinco túneis (Sebastião Camargo, Jânio Quadros, Daher Cutait, Jorn. Fernando Vieira de Melo e Max Feffer).

Ainda esse ano serão publicados os editais de licitação para a contratação das inspeções especiais de 50 locais e mais sete túneis. As 106 inspeções especiais contratadas em 2020 estão em fase de finalização dos laudos. 

Obras

Entre 2020 e 2021, a SIURB e a SPObras realizaram a troca das juntas de dilatação de 14 estruturas (o que corresponde a 127 juntas), além da conclusão das obras complementares de recuperação do Viaduto T5 (localizado na Marginal Pinheiros, na altura do Parque Villa-Lobos). Dentro do Programa, as obras emergenciais já totalizam 14 intervenções.

Em setembro, a SIURB finalizou a obra emergencial para a recuperação das vigas na Ponte do Limão. A estrutura precisou ser recuperada após ser atingida por um caminhão que trafegava pela Marginal Tietê com a altura acima da permitida.  A obra foi realizada por meio de um termo de doação e não gerou custo algum aos cofres públicos. 

Atualmente, estão em andamento as obras de recuperação no Viaduto Bresser, localizado na Radial Leste, no Pontilhão da Avenida Assis Ribeiro, com a  Av. Jacu Pêssego, além do  viaduto de interligação da Av. Paulista com Av. Dr. Arnaldo.

Até o final do ano está previsto o lançamento das licitações para contratação de 30 obras, entre recuperação estrutural e trocas de juntas de dilatação.

Ciclo de inspeção e manutenção

As Obras de Arte Especiais passam, uma vez por ano, por inspeção visual, que permite que sejam verificados os principais elementos da estrutura, como: tabuleiros, pilares, taludes, pavimento, passeios e gradis. Com base na situação identificada durante a vistoria, a estrutura recebe uma nota de 1 a 5, sendo 1 a menor e 5 a maior. A nota diz respeito à critérios estruturais, funcionais e de durabilidade. Esta classificação permite que os técnicos estabeleçam prioridades para realização das intervenções necessárias. 

Já a cada cinco anos, as estruturas passam por uma vistoria especial, que reúne as informações mais detalhadas sobre a situação atual da estrutura. A partir da realização das inspeções especiais, são gerados laudos que apresentam as patologias, decorrentes do processo de degradação, além de mostrarem sugestões de ações a serem tomadas, como a execução de obras de recuperação ou serviços de manutenção.  

Ações do documento

Vídeos

Construindo Histórias - Amor que Acolhe

Ver agenda completa